top of page
  • Foto do escritorDayani Croda Machado

Sexo como um recurso para saúde e bem estar

Atualizado: 19 de jul. de 2022

Costumamos associar sexo a prazer, luxúria e desfrute das sensações. Mas na verdade sexo é muito mais que isso: sexo é um recurso para saúde física e emocional e de conexão como casal.


O grande problema é que ao associar sexo apenas com prazer nós nos expomos ao sexo somente quando estamos bem, como se ele fosse um bônus após conquistar um estado de bem estar. Podemos ver isso nas negativa para sexo alegando ansiedade, mal humor, sintomas físicos ou dificuldades relacionais.


O que podemos aprender é usar o sexo como um recurso para atingir esse estado de bem estar. E como isso é possível? Quando fazemos isso de forma consciente, não esperando que o desejo chegue espontaneamente, mas sim criando um espaço para ele. Isso ocorre quando nos expomos a presença do outro, desligando um pouco os pensamentos e ficando presente nas sensações do seu corpo. Esse estado de atenção focada ajuda a regular o sistema nervoso central e ir desarmando as nossas estratégias de luta e fuga, facilitando o vínculo e a conexão do casal. A medida que vamos entrando nesse estágio, a excitação costuma chegar e com ela todo o conjunto de sensações que possibilitam o sexo e todas as sensações de relaxamento que ele traz.


Sendo assim, vencer as barreira iniciais é um ponto importante. Isso precisa começar como uma atitude ativa de descobrir o que facilita essa queda de barreiras: mudar o cenário? Uma lingerie diferente? Perfume? Preparar um jantar? Criar um clima? Beijo? Toques? Fantasiar mentalmente? Cada um tem seu caminho, e se ainda não sabe, abrir-se para descobrir é um bom começo.


Ter uma sexualidade ativa e satisfatória exige investimento. Primeiro em autoconhecimento, depois em uma boa qualidade de relacionamento conjugal e finalmente em atitudes concretas para criar o espaço e as condições propícias para que o sexo aconteça. Pensando e agindo desta forma, o sexo irá se tornar um recurso importante para a saúde e bem estar. Se o encaramos o sexo como um meio e não um fim, podemos usufruir de todo do seu potencial.


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Aniversário de Casamento: as armadilhas da expectativa

Em fevereiro, completamos 16 anos de casados! Hoje, essa é uma data tranquila e feliz, mas nem sempre foi assim. Já foi uma data marcada por frustração, tristeza, ativando esquemas disfuncionais que p

As mulheres ainda querem ser escolhidas

Há algumas semanas, fui pedida em casamento. De um jeito lúdico, diante da Torre Eiffel de chocolate, fui surpreendida por meu marido de joelhos, olhos brilhantes, falando a célebre frase “Quer se cas

Maternidade e seus desafios

“Será que eu vou ser uma boa mãe?” Essa pergunta me assombrou por anos, muito antes de eu ter planos concretos de ter filhos. Eu nunca gostei de brincar de boneca ou de casinha, não me derretia ao v

Comments


bottom of page